Periodontite

Doença periodontal

A área da Medicina Dentária que tem por objectivo a prevenção, o diagnóstico e o tratamento das doenças que afectam o periodonto (peri = ao redor de; odonto = dente) que compreende a gengiva, o ligamento periodontal, o cimento radicular e o osso alveolar.

A doença periodontal (periodontite) é uma doença infecciosa causada por microrganismos que colonizam nas superfícies dentárias e gengivais. Está demonstrado que as doenças periodontais aumentam a prevalência e severidade da diabetes, do enfarte do miocárdio e até partos prematuros.

Higienizações dentárias periódicas, com um intervalo de tempo máximo de seis meses, ajustado a cada caso e sob orientação do Médico-dentista, são essenciais na prevenção da saúde e bem estar oral, bem como para realizar o diagnóstico precoce da doença.

Como doença crónica, a periodontite não tem cura, mas deve ser prevenida e controlada a fim de evitar situações agudas da doença através de visitas trimestrais ao Médicos Dentista.

Patologia Periodontal

As doenças gengivais são infelizmente uma condição muito comum, onde a gengiva adquire uma cor vermelha, pode estar inchada e em alguns casos tem sintomatologia dolorosa.

Muitos adultos têm patologia periodontal que pode variar em diferentes graus de severidade, e segundo estudos a maioria das pessoas experimenta esta condição pelo menos uma vez.

Caso tenha doença gengival é possível que as suas gengivas sangrem por exemplo quando escova os dentes ou que note que tem um hálito desagradável. O estádio inicial da patologia periodontal é conhecido como gengivite.

Se a gengivite não for tratada corretamente é possível que outra condição designada periodontite se possa desenvolver e esta afeta os tecidos de suporte dos dentes.

No caso da periodontite há um comprometimento do osso alveolar que suporta os dentes e como resultado ocorre uma destruição desse mesmo osso, portanto os dentes podem adquirir mobilidade e podem eventualmente cair.

A gengivite é causada pela acumulação de placa bacteriana. A placa bacteriana é uma substância pegajosa formada por restos alimentares em conjunto com a própria saliva e bactérias.

Algumas bactérias da placa bacteriana são inofensivas no entanto outras são prejudiciais para a saúde da sua gengiva.

Caso não remova a placa bacteriana dos seus dentes através da escovagem ela irá mineralizar e passar-se-á a designar por tártaro. Não remover a placa bacteriana e/ou tártaro irá provocar doença gengival que faz com que a gengiva se apresente com uma coloração vermelha, com sangramento, inchaço e/ou dor.

É possível prevenir a doença gengival mantendo-se um bom nível de higiene oral, e isso inclui escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia e usar o fio dentário regularmente.
É também necessário que visite o seu médico dentista ou higienista oral de 6 em 6 meses.

Ao contrário da placa bacteriana que se consegue remover com a escovagem, o tártaro por sua vez não é possível remover apenas dessa forma, sendo que neste caso é necessário buscar ajuda junto do seu médico dentista ou higienista oral que para além de avaliar a sua saúde gengival irá também remover o tártaro com recurso à destartarização, ou quando já existe bolsas periodontais profundas onde apenas a destartarização já não é eficaz pode ser necessário realizar alisamentos radiculares/ curetagens.

Além do seu médico dentista/ higienista oral conseguir remover o tártaro que lhe está a provocar patologia periodontal pode também mostrar-lhe como escovar os seus dentes com eficácia a fim de ajudar a evitar o reaparecimento desta patologia.

Caso tenha uma gengivite não tratada que evoluiu para periodontite, pode ainda resultar em mais complicações, tais como:

  • Abcessos periodontais;
  • Recessões gengivais (recuo da gengiva);
  • Mobilidade dentária;
  • Perda de peças dentárias.

Se a sua gengiva está vermelha, inchada, com dor ou se sangra quando escova os dentes deve marcar uma consulta com o seu médico dentista ou higienista oral.

Nesta consulta pode realizar um exame específico para avaliar a saúde da sua gengiva que se chama periodontograma. Este exame realiza-se com recurso a uma sonda periodontal que é uma haste metálica fina com uma dobra numa extremidade que é inserida entre a gengiva e o dente e permite perceber a existência de bolsas periodontais e tártaro sub-gengival e assim diagnosticar a existência de patologia.

Pode também em alguns casos ser necessário realizar RX específicos para avaliar não só a condição dos seus dentes mas também do próprio osso.

Call Now Button